Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



UM TRISTE ADEUS

por Keila, a Loba, em 29.04.07
Ao professor Rogério, uma das pessoas mais puras e amigas que conheci, mas teve sua vida abreviada na madrugada, quando bandidos o assaltaram e bateram impiedosamente em seu corpo frágil e entregue, quando para ele o ser humano haveria de ser pacífico e calmo para aprender e sobreviver.

A dor dos amigos nem de longe maltrata quanto a dor da família, pois o Rogério tinha o dom de minimizar as dores da vida e, de repente, era como se estivéssemos diante de um sábio que se personificava na figura do irmão, senão do próprio Deus, que dos ceús falava por sua boca e nos tocava com suas mãos curativas.

Da sua partida restarão lágrimas de eternas saudades, também o Hiatus necessário aos Uivos da Loba para reflexão e retomada de conceitos e rumos, pois é preciso meditar sobre a condição sub-humana em que vivemos na atualidade, quando cidadãos de bem são vitimados por ações criminosas, e nem governo, nem sociedade, e nem nós temos coragem e estímulo para dizer e praticar o tão esperado BASTA!


Image Hosted by ImageShack.us


Não gosto de ti calado, porque estás como ausente
e não me ouves de longe, e esta voz não me toca.
Os teus olhos foram de ti voando
A tua alma foi arrancada de ti
e um adeus selou a tua boca e os teus olhos.


Como todas as coisas estão cheias da minha alma
tu emerges das coisas cheias da alma minha e permanece vivo, amigo
Borboleta de sonho, pareces-te com a minha alma
e pareces-te com as palavras adeus e melancolia - e eu choro.


Não gosto de ti calado e estás distante
E estás como queixando-te, borboleta em arrulho.
E ouves-me de longe, e esta voz não te alcança:
vais deixar que eu me cale com o silêncio teu.


Vais deixar que eu te fale também com o teu silêncio
claro como uma lâmpada, simples como um abraço.
Agora tu és igual à noite, calado e constelado.
O teu silêncio é de estrela, tão longínquo e tão simples.


Não gosto de ti calado porque estás ausente
Distante e doloroso como alguém que já se foi.
Uma palavra então, um teu sorriso bastariam.
E eu estou infeliz porque te levaram à força, te roubaram de nós, e restam as dores e saudades de quem ama.

Poema nº 15, Pablo Neruda
Alterações textuais da Loba.

Agradeço a indicação do LabellaLuna a oportunidade de participar do concurso. Obrigada.



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:47

Pág. 1/5



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

subscrever feeds



Há quem observa com atenção, senta, e se interessa em saber quem sou.


Blog Brasileiro, do Ceará para o Mundo


Adoro ouvir o barulho da chuva batendo no telhado, tomar banho de cachoeira, observar os pássaros, cuidar de animais, conversar com pessoas, aprender, rir à toa, ouvir música e viajar.
Transito livremente no mundo dos contos, da fantasia, da intuição, e às vezes dos exageros.
Gosto de pessoas com coração e olhos de poeta.
Pisciana, com ascendente em escorpião.
Mulher de Netuno, arquétipo água: mutável, humanista, idealista, sonhadora; aparentemente passiva, mas extremamente reacionária, autoritária, insegura e adaptável.
Mãe da Fernanda e da Camilla, casada com o Fernando.
Terapeuta ocupacional, estudante de psicologia.

Image Hosted by ImageShack.us

Uma eterna peregrinação...
Programa Reviver
Jaqueline Sales


CLIQUE PARA OUVIR


Quantos me visitam...









Uma cidadã lupina no mundo e do mundo



Guest-Book
Image Hosted by ImageShack.us
Livre D'or




Nada é permanente, a não ser a mudança


Uploaded with ImageShack.us
Nascer
Crescer
Aprender
Viver
Mudar
Sofrer
Amar
Morrer
Começar tudo de novo...
Até saber quem somos e a que viemos



A vida em imagens


.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•☆ Infinita e Impermanente como a vida, são as imagens.... ☆.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•




Obrigada pela sua visita!

☆≈≈≈Cinderela, mascote dos Uivos da Loba≈≈≈☆


Jaqueline Sales Sales

Criar seu atalho