Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O QUE FAZ UMA MULHER FELIZ?

por Keila, a Loba, em 24.05.08

Presente da Nadjinha, http://nadjaloukapornet.blogger.com.br/ , que completa aniversário do blog com uma simpatia cativante. Obrigada, e FELIZ ANIVERSÁRIO, QUERIDA.

Image Hosted by ImageShack.us



 

Uma pesquisa atual realizada pelo Projeto Sexualidade do Hospital das Clínicas de São Paulo revelou que, nas mulheres, os principais fatores que comprometem o namoro e o sexo são:

1- Homens pouco ou totalmente desinteressantes
2- Rotina
3- Cansaço
4- Ansiedade
5- Falta de tempo

Esses dados também mostraram que:

1- 50% das mulheres têm algum tipo de problema sexual
2- 10% não têm desejo sexual
3- 25% não ficam excitadas
4- 30% raramente chegam ao orgasmo
5- 20% sentem algum tipo de desconforto durante a relação.

Pelo visto, fazer uma mulher feliz precisa mais que abaixar a tampa do sanitário ou sair do banheiro com a cueca lavada, entre outras.

No ano 1 a.C., o poeta Ovídio, em seu poema A Arte de Amar, disse que os homens daquele tempo sabiam ser extremamente apaixonados e sedutores, cativantes e inesquecíveis. Vindo de uma família abastada de cavaleiros, poeta festejado, Ovídio era como um Dom-Juan do império de Augusto. Confessou ter amado todas as mulheres – "as altas ou baixas, louras ou morenas, esbeltas ou opulentas, instruídas ou ignorantes, contanto que fossem belas e não tivessem ultrapassado o sétimo lustro de vida", isto é, que tivessem entre 35 e 47 anos de idade (segundo ele, essa fronteira cronológica permitia que as mulheres atingissem o "mais alto grau da ciência amorosa".).


A Arte de Amar foi/é uma espécie de poema didático em que ele compara a arte da conquista amorosa às estratégias usadas pelos militares nas guerras. O que se percebe ao ler Ovídio é que pouca coisa mudou entre o amor da Roma Antiga e o de hoje. O poeta ensina desde o modo como o apaixonado deve cuidar da aparência até os jogos que ele deve empreender para deixar a amante à sua inteira disposição.

Com quase 50 anos, Ovídio, por razões nunca esclarecidas, foi exilado por Augusto. Morreu cerca de dez anos depois. Seus ensinamentos sobre a conquista do amor permanecem até hoje: "Se alguém desconhece a arte de amar, que leia este poema e, uma vez por ele instruído, ame". O convite está feito.


Image Hosted by ImageShack.us


1 "Tudo serve de pretexto para mostrar tua solicitude. (...) Será mais fácil que os pássaros emudeçam na primavera ou as cigarras no verão (...) do que uma mulher resistir à carinhosa solicitude de um homem."

2 "Tens de agir como apaixonado e tuas palavras devem dar a sensação de que estás perdido de amor. (...) Como toda mulher se julga digna de ser amada, ser-te-á fácil ser acreditado."

3 "Quando tiveres razão para julgar conveniente que vá sentir saudades tuas, e que a tua ausência lhe cause inquietação, dá-lhe um descanso. (...) Cuida, todavia, que a tua ausência seja breve; com o tempo a saudade diminui, apaga-se a lembrança do ausente e um novo amor se insinua."

4 "Não ostentes em vão teus recursos, nem faças alarde da eloqüência. Elimina do teu falar todo o acento de pedantismo. Poderá alguém que esteja no seu juízo declamar seu amor com palavras complicadas à sua amada? (...) Escreve de modo natural, com palavras comuns mas ternas, escreve como se estivesses falando."

5 "Nada tens a perder se a deixares convencida de que tem grande poder sobre ti."

6 "Promete sem timidez, pois as promessas prendem as mulheres!"

7 "Aos homens só convém uma beleza sem enfeites. (...) Devem agradar apenas pela elegância discreta. (...) Não cries o hábito de frisar o cabelo a ferro, nem alises com pedras-pomes as pernas."

8 "Se queres conservar o amor da tua amiga, faze-a acreditar que estás maravilhado com sua beleza. (...) Se te apresenta vestida com uma simples túnica, exclama: 'Tu me abrasas!"

9 "Lágrimas também são úteis; com elas amaciarás até o diamante. Cuida para que a tua amada veja o pranto no teu rosto. Se as lágrimas te faltarem (porque nem sempre obedecem à nossa vontade), molha os olhos com a mão."

10 "O amor é uma espécie de serviço militar. (...) Nos campos do prazer, nossas provações são a noite, o inverno, as longas marchas, os caminhos fragosos. Terás muitas vezes de suportar a copiosa chuva e, morto de frio, terás de dormir sobre a terra nua."

11 "O vinho dispõe os ânimos e torna-os propícios aos ardores amorosos. (...) Que a tua inteligência e os teus pés possam exercer prontamente o teu ofício. A embriaguez, se for verdadeira, te será danosa, mas, se for fingida, poderá te ser útil. Faz que a tua língua pronuncie artificialmente palavras balbuciantes, para que sejam atribuídas, se cometeres algum atrevimento em atos ou palavras, às abundantes libações do vinho."

12 "Queres tê-la? Pede. Ela espera por isso. Conta-lhe a causa e a origem do teu desejo."

Pesquisa:

http://veja.abril.com.br/especiais/homem_2004/p_034.html
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDR76794-6014,00.html


Image Hosted by ImageShack.us

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

subscrever feeds



Há quem observa com atenção, senta, e se interessa em saber quem sou.


Blog Brasileiro, do Ceará para o Mundo


Adoro ouvir o barulho da chuva batendo no telhado, tomar banho de cachoeira, observar os pássaros, cuidar de animais, conversar com pessoas, aprender, rir à toa, ouvir música e viajar.
Transito livremente no mundo dos contos, da fantasia, da intuição, e às vezes dos exageros.
Gosto de pessoas com coração e olhos de poeta.
Pisciana, com ascendente em escorpião.
Mulher de Netuno, arquétipo água: mutável, humanista, idealista, sonhadora; aparentemente passiva, mas extremamente reacionária, autoritária, insegura e adaptável.
Mãe da Fernanda e da Camilla, casada com o Fernando.
Terapeuta ocupacional, estudante de psicologia.

Image Hosted by ImageShack.us

Uma eterna peregrinação...
Programa Reviver
Jaqueline Sales


CLIQUE PARA OUVIR


Quantos me visitam...









Uma cidadã lupina no mundo e do mundo



Guest-Book
Image Hosted by ImageShack.us
Livre D'or




Nada é permanente, a não ser a mudança


Uploaded with ImageShack.us
Nascer
Crescer
Aprender
Viver
Mudar
Sofrer
Amar
Morrer
Começar tudo de novo...
Até saber quem somos e a que viemos



A vida em imagens


.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•☆ Infinita e Impermanente como a vida, são as imagens.... ☆.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•




Obrigada pela sua visita!

☆≈≈≈Cinderela, mascote dos Uivos da Loba≈≈≈☆


Jaqueline Sales Sales

Criar seu atalho