Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Seja qual for o caminho que eu escolher, um poeta já passou por ele antes de mim.

por Keila, a Loba, em 06.09.09

Talvez eu não tenha dito o quanto admiro o trabalho evangelizador da Jeanne. Talvez também não tenha feito menção alguma sobre a maneira suave a generosa com que essa menina tem se dedicado a levar luz aos amigos e passantes do mundo blogueiro usando a palavra espírita. Depois de ter ganhado dela 2 selos, e não ter vindo com humildade mostrar o que ganhei, venho agradecer a lembrança tão desprendida da Jeanne, que mesmo não me vendo, não me ouvindo em seu blog, me deu a honra de receber mais dois presentes. Obrigada, querida, e me perdoe por não ter vindo agradecer e render as homenagens por tão generosa doação. Você é uma pessoa maravilhosa.

 

O que representa o Prêmio Mouse de Ouro: O reconhecimento aos blogueiros que transmitem amizade, gentilezas, respeito e carinho. Prêmio criado com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros na Blogosfera. Quem recebe o Prêmio Mouse de Ouro e o aceita deve seguir algumas regras: 1- exibir o selo 2- linkar o blog pelo qual recebeu o prêmio, http://conscienciaevida.blogspot.com/ 3- escolher outros blogs (quantos quiser) que queira entregar o prêmio.


 

Image Hosted by ImageShack.us


Convido os AAMIGOS BLOGUEIROS a pegarem seus premios:

Andressa, Estátua da Fonte
,

Do, Ramsessecxxi
,

Nitrox, Dark Side of The Moon
,

Luma, Luz de Luma
,

Fernanda, Fernanda e Filhos
,

Jeanne, Doutrina Espírita
,

O Árabe, O Hassan
,

Claudia Pit, Claudia Pit
,

Nadja, Nadja Louka por Net
,

Mary, Cozinhando com Mary
,

Mariz, Sou Pó e Luz
,

Menina do Rio, Menina do Rio
,

Jacqueline, Asas dos Sentimentos
,

Nilza, Pele sem Flor
,

Edna, Cristalino
,

Alessio, Elvenpath
,

Andarilha Descalça, Faces de Mim
,

Lobo, Lobo Astur
,



Prêmio Master Blog


Image Hosted by ImageShack.us


Este selo eu recebi da Jeanne, http://conscienciaevida.blogspot.com/ .

O recebimento do selo inclui as seguintes regras:

1. Postar o selo
2. Colocar no seu post o nome do blog que te indicou ao prêmio
3. Escrever uma mensagem de agradecimento ao blogueiro que te indicou
4. Abaixo do selo descrever 5 características suas
5. Indicar o prêmio a 5 ou mais blogs para receber o selo

Divido esse presente, que ganhei da Jeanne, com os amigos:

Andressa, Estátua da Fonte
,

Do, Ramsessecxxi
,

Nitrox, Dark Side of The Moon
,

Luma, Luz de Luma
,

Fernanda, Fernanda e Filhos
,

Jeanne, Doutrina Espírita
,

O Árabe, O Hassan
,

Claudia Pit, Claudia Pit
,

Nadja, Nadja Louka por Net
,

Mary, Cozinhando com Mary
,

Mariz, Sou Pó e Luz
,

Menina do Rio, Menina do Rio
,

Jacqueline, Asas dos Sentimentos
,

Nilza, Pele sem Flor
,

Edna, Cristalino
,

Alessio, Elvenpath
,

Andarilha Descalça, Faces de Mim
,

Lobo, Lobo Astur
,



Um pouco de mim...

Sou filha do Heitor e da Ruth, ambos falecidos, mas amados como quem sente e ainda depende deles, embora não os veja.

Sou mãe da Fernanda e da Camilla, tesouros da minha vida, e Fernando é o meu companheiro há 23 anos.

Gosto de estar entre pessoas, adoro conversar e viajar, gosto de música e de um bom livro, também gosto de estudar. Tenho um respeito profundo pela natureza a ponto de não poder viver sem ver água, mato, bicho e terra. Não tenho religião definida, mas curvo-me ao Senhor.

Mais uma vez, OBRIGADA, JEANNE


A ARTE DE MORRER - Um texto do Mestre Jean-Yves Leloup


O mundo que nos rodeia não nos ensina a morrer. Tudo é feito para esconder a morte, para incitar-nos a viver sem pensar nela, em termos de um projeto, como se estivéssemos voltados para objetivos a serem alcançados e apoiados em valores de efetividade. Tampouco nos ensina a viver. No máximo a ter êxito na vida, o que não é a mesma coisa. Trata-se de “fazer”, de “ter” cada vez mais, em uma corrida desenfreada em busca de uma felicidade material a respeito da qual acabamos por perceber, mais cedo ou mais tarde,, não ser suficiente para conferir um sentido às nossas existências. Assim, às vezes ouvimos da boca de agonizantes revoltados, amargurados, o derradeiro lamento por terem passado ao largo do essencial. Não é necessário ser particularmente religioso para sentir que não estamos nesta terra para passar nossa vida a produzir e consumir.


Em uma das suas conferencias sobre a experiência da morte, o padre Maurice Zundel formulava a questão nestes termos: O que fazemos da nossa vida? Estamos à procura de nós mesmos, fugimos de nós, reencontramo-nos de forma intermitente e nunca chegamos a fechar o círculo, a definir-nos a nós próprios, a saber quem somos... Não temos tempo, a vida passa tão depressa, estamos absorvidos pela preocupações materiais ou por diversões... e, finalmente, a morte chega e é em sua presença que tomamos consciência de que a vida poderia ter sido algo de imenso, de prodigioso, de criador. Mas já é tarde demais... e a vida só adquire todo o seu relevo no imenso desgosto de uma coisa inacabada. É, então, que a morte, justamente porque a vida ficou inacabada, aparece como um sorvedouro.


Onde é que, atualmente, a questão do sentido poderá expressar-se? Onde poderá encontrar a resposta?

Todo homem confrontado com a iminência da morte pode ser levado a formular-se questões de ordem espiritual (qual é o sentido da minha vida? Haverá uma transcendência? O que acontecerá ao meu ser?). Como é grande a solidão quando não conseguimos expressar tais questões, compartilha-las com os outros! Estaremos prontos para escutá-las? O que dizer, como proceder perante o absurdo do luto, o desgosto, o desespero? O que responder àqueles que perguntam por que? Àquele que – entrevado, dependente, com o corpo deteriorado – pergunta a si mesmo que sentido poderá ter a prolongação da vida?

Image Hosted by ImageShack.us

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:12


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

subscrever feeds



Há quem observa com atenção, senta, e se interessa em saber quem sou.


Blog Brasileiro, do Ceará para o Mundo


Adoro ouvir o barulho da chuva batendo no telhado, tomar banho de cachoeira, observar os pássaros, cuidar de animais, conversar com pessoas, aprender, rir à toa, ouvir música e viajar.
Transito livremente no mundo dos contos, da fantasia, da intuição, e às vezes dos exageros.
Gosto de pessoas com coração e olhos de poeta.
Pisciana, com ascendente em escorpião.
Mulher de Netuno, arquétipo água: mutável, humanista, idealista, sonhadora; aparentemente passiva, mas extremamente reacionária, autoritária, insegura e adaptável.
Mãe da Fernanda e da Camilla, casada com o Fernando.
Terapeuta ocupacional, estudante de psicologia.

Image Hosted by ImageShack.us

Uma eterna peregrinação...
Programa Reviver
Jaqueline Sales


CLIQUE PARA OUVIR


Quantos me visitam...









Uma cidadã lupina no mundo e do mundo



Guest-Book
Image Hosted by ImageShack.us
Livre D'or




Nada é permanente, a não ser a mudança


Uploaded with ImageShack.us
Nascer
Crescer
Aprender
Viver
Mudar
Sofrer
Amar
Morrer
Começar tudo de novo...
Até saber quem somos e a que viemos



A vida em imagens


.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•☆ Infinita e Impermanente como a vida, são as imagens.... ☆.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•




Obrigada pela sua visita!

☆≈≈≈Cinderela, mascote dos Uivos da Loba≈≈≈☆


Jaqueline Sales Sales

Criar seu atalho