Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



V IDA DEPOIS DA VIDA?

por Keila, a Loba, em 02.11.09

INFINITA VIDA QUE, PARA CONTINUAR, DESAPARECE E TOMA OUTRA FORMA; REBROTA COMO ÁRVORE PODADA SE ABRINDO, COMO RAIZ MERGULHADA...

 

VIDA DEPOIS DA VIDA, Dr. RAYMOND A. MOODY JUNIOR

 

Capítulo 1.

 

O Fenômeno da Morte:

 

O Dr. Moody relata experiências de pessoas que foram ressuscitadas depois de terem sido declaradas clinicamente mortas pelos médicos; experiências de pessoas que após acidentes ou doenças graves estiveram perto da morte e pessoas que, enquanto morriam, contaram o conteúdo da experiência de morte.

 

1. Os relatos são semelhantes, mas não há exatamente iguais.

 

2. Muitos relatam vários componentes da experiência, nenhum relata a todos.

 

3. Nenhum elemento foi relatado por todas as pessoas, embora alguns sejam praticamente universais.

 

4. Não há elementos relatados em apenas um único caso.

 

5. A ordem em que as pessoas passam pelos estágios é variável.

 

6. O Número de componentes presentes é proporcional ao tempo de duração da morte clínica.

 

7. Algumas pessoas declaradas clinicamente mortas não relatam nenhum componente comum, isso não significa, porém que a experiência não tenha ocorrido.

 

<img src="http://img28.imageshack.us/img28/8595/cosmos.png" alt="Image Hosted by ImageShack.us"/>

 

Capítulo 2.

 

A Experiência de estar morrendo

 

1- Inefabilidade - Os eventos vivenciados são difíceis de expressar através da linguagem comum.

 

2- Ouvir a notícia - Inúmeras pessoas relatam terem ouvido seus médicos declará-las mortas. Sentimentos de Paz e Quietude - Mesmo após graves acidentes extremamente dolorosos.

 

3- O Ruído - Relatos de música, sinos, zumbidos, assobios como o vento, etc., são freqüentes.

 

4- O Túnel Escuro - Embora descrito de diversas formas, todos têm o mesmo sentido.

 

5- Fora do Corpo - Um dos componentes quase universais é a sensação de sentir-se "fora do próprio corpo" assistindo a tudo.

 

6- Encontrando Outros - Presença de outros seres espirituais nas proximidades é relatada. Algumas pessoas falecidas recentemente também estão presentes nos relatos. Alguns seres são amorfos e outros apenas a voz está presente. Alguns identificaram os seres como "espíritos guardiãs".

 

7- O Ser de Luz - É o elemento mais comum e que tem efeito mais profundo sobre o indivíduo. Nos relatos ninguém duvidou de que se tratasse de um Ser de Luz, o amor e o calor que emanam desse Ser está além das palavras e todos sentem uma atração irresistível para essa luz. A descrição do Ser de Luz em todas as culturas é totalmente invariável mesmo em culturas e religiões diferentes.

 

8- A Recapitulação - A Aparição do Ser de Luz inicia perguntas não verbais apresentando a pessoa uma recapitulação panorâmica de sua vida. Sua intenção é provocar a reflexão.

 

9- A Barreira ou Limite - Durante suas experiências de quase morte, as pessoas relatam a morte como que pareciam estar se aproximando de uma espécie de fronteira ou limite de suas vidas.

 

10- Voltando - Os relatos mais comuns logo após a morte é de desejo desesperado de voltar, após certa profundidade da experiência, não quer voltar, e resiste. Alguns choram por terem voltado a viver nesse mundo e sentem as sensações agradáveis da morte por muitos anos após.

 

11- Contar aos outros - Normalmente só relatam suas experiências a parentes próximos, certos de não serem compreendidos adequadamente dentro dos conhecimentos atuais da ciência.

 

12- Efeitos sobre a vida - Muitos relataram que suas vidas tinham se tornado mais significativas e profundas pela experiência e se tornaram mais preocupados com as questões filosóficas fundamentais. Há um notável acordo quanto às lições aprendidas. Quase todos insistem sobre a importância de cultivar o amor pelos outros, de uma forma única e profunda, outros acentuam a importância de buscar o saber, pois esse persiste pela eternidade. Suas visões deixaram como legado novos propósitos, princípios morais e determinação de viver eticamente.

 

13- Novas visões da morte - Todas as pessoas expressaram o pensamento que já não tinham medo da morte. Expressaram a morte como à transição de um estado para outro ou entrada para um estado superior de consciência ou de Ser. Alguns relataram a vida como um encarceramento onde não podemos compreender como nossos corpos são uma prisão e que a morte é uma libertação.

 

<img src="http://img28.imageshack.us/img28/4003/infinito.png" alt="Image Hosted by ImageShack.us"/>

 

Capítulo 3.

 

Paralelos.

 

1- A Bíblia - O Relato mais próximo das experiências de quase morte é feito por Paulo quando fala sobre a natureza do "corpo espiritual" - a ausência de substância física - é acentuada, bem como a ausência de limitação. Paulo diz que enquanto o corpo físico era fraco e feio, o corpo espiritual será forte e belo.

 

2- Platão - Descreve a morte como a separação da parte incorpórea da pessoa viva, a alma, da parte física, o corpo e que esta está sujeita a menos limitações, o tempo não é senão o "reflexo irreal da eternidade".

 

3- O Livro Tibetano dos mortos - O livro contém uma longa descrição dos estágios pelos quais passa a alma depois da morte física, muito semelhantes aos relatos de quase morte e vai além incluindo estágios posteriores que nenhum dos pacientes relatou.

 

4- Emmanuel Swedenborg - Místico do século XVII descreveu em detalhes "visões" da vida depois da morte, não conhecia ainda o Livro Tibetano dos Mortos, só posteriormente traduzido. Capítulo IV - Perguntas - O Dr Raymond Moody responde as várias dúvidas sobre as suas pesquisas sobre experiências de quase morte e explica detalhadamente os controles que realizou com relação à veracidade dos relatos dos pacientes.

 

Capítulo 4

 

Explicações - São feitas explanações detalhadas sobre as explicações sobrenaturais, naturais ou científicas: A Explicação farmacológica, fisiológica, neurológica e as explicações psicológicas relacionadas ao isolamento, sonhos, alucinações e ilusões.

 

Capítulo 5

 

Impressões - Nesta o Dr Moody Jr conclui pela necessidade de continuarem os estudos nas mais diversas áreas do conhecimento humano no sentido de desvendar cientificamente o que ocorre após a nossa morte.

 

<img src="http://img28.imageshack.us/img28/3591/unificacaochakras2.jpg" alt="Image Hosted by ImageShack.us"/>

 

PESQUISA: http://pt.shvoong.com/medicine-and-health/investigative-medicine/1824053-vida-depois-da-vida/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:45


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

subscrever feeds



Há quem observa com atenção, senta, e se interessa em saber quem sou.


Blog Brasileiro, do Ceará para o Mundo


Adoro ouvir o barulho da chuva batendo no telhado, tomar banho de cachoeira, observar os pássaros, cuidar de animais, conversar com pessoas, aprender, rir à toa, ouvir música e viajar.
Transito livremente no mundo dos contos, da fantasia, da intuição, e às vezes dos exageros.
Gosto de pessoas com coração e olhos de poeta.
Pisciana, com ascendente em escorpião.
Mulher de Netuno, arquétipo água: mutável, humanista, idealista, sonhadora; aparentemente passiva, mas extremamente reacionária, autoritária, insegura e adaptável.
Mãe da Fernanda e da Camilla, casada com o Fernando.
Terapeuta ocupacional, estudante de psicologia.

Image Hosted by ImageShack.us

Uma eterna peregrinação...
Programa Reviver
Jaqueline Sales


CLIQUE PARA OUVIR


Quantos me visitam...









Uma cidadã lupina no mundo e do mundo



Guest-Book
Image Hosted by ImageShack.us
Livre D'or




Nada é permanente, a não ser a mudança


Uploaded with ImageShack.us
Nascer
Crescer
Aprender
Viver
Mudar
Sofrer
Amar
Morrer
Começar tudo de novo...
Até saber quem somos e a que viemos



A vida em imagens


.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•☆ Infinita e Impermanente como a vida, são as imagens.... ☆.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•




Obrigada pela sua visita!

☆≈≈≈Cinderela, mascote dos Uivos da Loba≈≈≈☆


Jaqueline Sales Sales

Criar seu atalho