Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



CUIDAR DO QUE AINDA NÃO ADOECEU

por Keila, a Loba, em 23.10.07
À Mary, do Casal de Lobos, http://casaldelobos3.zip.net/, deixou esse selinho para ser entregue aos amigos que têm amor ao que escrevem e compartilham com os amigos, por isso indico 5 blogs amigos para pegá-lo e ostenta-lo, mas está disponível para quem quiser. Obrigada, querida.

Image Hosted by ImageShack.us

À Bia, http://somentebia.blogs.sapo.pt/

À Jackie, http://abcdejac.blogspot.com/

O Lino Resende, http://www.linoresende.com.br/blog/

O Edson Marques, http://mude.blogspot.com/

O Oscar Luiz, http://oscar-vg.blogspot.com/


Éramos apenas um grupo de 38 pessoas de segunda e terceira idades portadoras de depressão, câncer, diabetes, hipertensão arterial, lues e artrite que deveriam ter viajado dia 16/10 à Bahia para mostrar aos longevos e doentes daquele estado a ginástica de baixo impacto, oficina da gargalhada e roda de palhaços em ginásio poliesportivo ou centro de saúde em Salvador. E os pacientes estiveram realizando consultas, avaliações médicas, exames, tratamentos, regimes, medicação e exercícios desde o início do ano; e toda essa “olimpíada” tinha por finalidade mostrar que cuidados médicos, trabalho, parceria, boas condições físicas e clínicas e um governador sensível permitiriam uma mostra interessante e inusitada.

Mas os dias felizes que antecederam a viagem foram marcados pela comoção, lamento e choro na manhã de 19 de outubro, quando representantes do governo “trucidaram” um sonho coletivo de gente velha, doente e carente argumentando indisponibilidade de transporte e falta de vontade política.

Não deixamos apenas de viajar como poderia parecer a alguns, mas deixamos de trocar experiências com longevos e doentes de outro estado num episódio que diria, com uma linguagem alegre, simples e universal, que É URGENTE CUIDAR DO QUE AINDA NÃO ADOECEU ANTES QUE A POLÍTICA, O DESINTERESSE PELAS QUESTÕES ESSENCIAIS E O DESCASO ADOEÇAM UM NÚMERO CADA VEZ MAIOR DE PESSOAS.

Para que entendam o que aconteceu, deixo abaixo o último ofício enviado ao Governo do Estado do Ceará.


Image Hosted by ImageShack.us


Fortaleza, 19 de outubro de 2007.

Senhor Chefe de Gabinete do Governo do Estado do Ceará, Dr. Ivo Gomes.


Os pais costumam dizer aos filhos que pessoas de sucesso tomam decisões; que pessoas objetivas, criativas, determinadas e comprometidas constroem um trabalho pessoal e profissional forte, seguro e de reconhecimento, e deixam ensinamentos dessa natureza, como legado de suas vidas, para o mundo e posteridade. Os filhos crescem e fazem dessas orientações verdadeiros emblemas de vidas, e em algum trecho descobrem que isso é real, faz bem, e é assim que se formam os grandes líderes.

Com o passar dos anos, os adultos descobrem que um número expressivo de pessoas que fazem pouco esforço para transformar seus mundos pessoais e a realidade de outros também se dão bem na vida, e essa outra via forma líderes que não são obrigatoriamente ruins, mas estão fadados ao fracasso.

Nietzsche dizia que milhões de vidas se deixam apenas conduzir por outros sem questionar, sem pedir, sem cobrar, sem querer lutar e compreender o processo, e essas vidas são na verdade pessoas que, quando se importam, querem apenas ter o que comer, o que vestir e saber em quem jogar confete. Milhões rastejam em seus esforços, mas outros milhões de pessoas querem modificar visões de mundo que envolvem aspectos sociais, políticos, educacionais, pessoais, filosóficos, religiosos, éticos, morais, trabalhistas, ecológicos e de relação consigo e com a natureza, e essas pessoas não podem ser ignoradas.

Realidades distintas permitem uma reflexão pessoal: onde, porque e como as coisas desandaram a ponto de 40 pessoas doentes ficarem sem resposta governamental, quando exaurimos todas as tentativas de negociação e de aproximação com o Governo do Estado do Ceará? Alguns me dizem que “reles” servidores públicos jamais seriam ouvidos nos gabinetes de governadores e de secretários; que seria muita audácia ver gente importante se voltar para atender um grupeto de velho, doente e pobre sem ninguém politicamente “forte” para conduzir contatos e abrir caminhos nos gabinetes; que querer o que estamos querendo é muito além do que somos. E eu pergunto, preocupada: precisaríamos de fato ter alguém politicamente muito forte para abrir caminhos e conduzir os anseios de um grupo de longevos, doentes e carentes numa viagem para a troca de experiências em que estaríamos falando – e falando muito bem – sobre as ações do nosso governo?

“Sim, seria necessário ter aberto os caminhos com antecedência em apurada conversação política para que esse intercâmbio tivesse acontecido”, alguém poderia dizer. Me atrevo a perguntar: Quando o gabinete do governador Cid Ferreira Gomes nos receberia, ou receberia todos os pacientes do Programa Reviver, para que nos apresentássemos meses atrás e em tempo hábil? E o trabalho das Secretarias de Ação Social e Combate a Pobreza, Saúde, Turismo e Cultura, e o Gabinete do Governador Jaques Wagner não somaram forças fortes o suficiente para que o Governo do Ceará deliberasse sobre a questão do transporte? Não teria sido mais fácil ter cedido um ônibus como resposta? Apenas um ônibus?

É fato que encontramos várias portas fechadas enquanto estivemos solicitando ajuda política e solidária, mas não creio que ter encerrado as negociações e aceito o fracasso teria sido uma boa resposta ou resolução do caso. Se assim fosse, muitas vidas seriam perdidas porque poucos se importam com muitos; muitos não estariam ocupando cadeiras importantes em todos os segmentos sociais e políticos, e tantas histórias pessoais não estampariam campanhas de incontáveis candidatos nos meios de comunicação – histórias que muitas vezes provocam lágrimas de comoção quando contam sofrimento e mãos que ajudaram nos momentos cruciais.

Numa alusão à viagem que fizemos à Recife, alguém poderia dizer que uma segunda é exagero. Poucos deixariam de amar uma segunda vez porque foi eterno e único enquanto durou. Deixaríamos de querer que um segundo ou terceiro filhos estudassem, se formassem e fossem felizes porque essa concessão se destinava apenas ao primeiro filho? Porque então políticos querem ser reeleitos, quando um só mandato lhes seria suficiente? Então querer o que quisemos é demais e descabido para pessoas tão inexpressivas como nós, mas somos convocados a deixar nas urnas o desejo e a necessidade de que se importem com os 4,9 milhões de idosos e doentes no Ceará, numa visão macro. Numa visão micro, éramos apenas 38 pacientes que precisavam de um ônibus para lembrar-lhes de que ainda estão vivos. Felizes os que têm a certeza de que serão cuidados na velhice e na doença.

Sem mais para o momento, deixamos aqui os nossos agradecimentos pelas tentativas de solução do problema que, a bem da verdade, valeu a pena esse encontro. Obrigada,

Jaqueline Sales,

Terapeuta ocupacional e coordenadora do Programa Reviver

Image Hosted by ImageShack.us

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:16


44 comentários

Sem imagem de perfil

De Edson Marques a 24.10.2007 às 01:55

Keila,


Parabéns!


"Cuidar do que ainda não adoeceu".

De novo: meus cumprimentos sinceros!

Abraços, flores, estrelas..

De um eterno Socialista Romântico!


Sem imagem de perfil

De lobo a 24.10.2007 às 13:06

Voce procurou os meios de comunicação para contar essa história, loba? Isso não é passível de ser entregue a justiça? Não conheço o estatuto do idoso, mas daí a deixar esses velhinhos desassistidos por tão pouca coisa, assim é demais! Mas eles são governo, não é? São governo, mas são governo frio, distante e incompetente pelo que li.

Não desista, loba, faça o seu trabalho. Eles que aprendam a ter respeito pelas pessoas idosas.
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 24.10.2007 às 17:11

Obrigada pelo Uivoooooo sempre solidário e amigo. Vou precisar de forças a mãos amigas sim.
Sem imagem de perfil

De ILMANO a 24.10.2007 às 13:17

Minha deusa lupina, eu não me decepciono mais com as ausencias do governo do Ceará, e você sabe porque. Estou ficando imune ao que deixam de fazer; estou ficando forte a insensibilidade deles, e isso me afeta porque fico me sentindo frio ao que deveria me tocar. Brigar com eles na justiça como disse seu amigo lobo é bobagem, embora respeite o ponto de vista revoltante. O que você tem a fazer de melhor agora é não desistir, é lutar até o fim, até porque a sua luta será revertida em seu benefício e em benefício de todos os idosos, e pelo que sei todos nós envelhecemos. Não se abata por portas que se fecham assim não porque, sua a luta fosse pequena, porque Ele haveria de pôr uma loba para cuidar desse povo? E sua luta não é solitária não, loba. Existem milhões de pessoas que falam a sua linguagem. Vá em frente, peça aos amigos que digam o que ssentem com relação a esse episódio, esbraveje, mas não canse e desista não. Beijos de grande respeito pelo que fez e o que faz.
Sem imagem de perfil

De Zé Carlos a 24.10.2007 às 15:06

Oi Loba querida
O que vcs fizeram foi a água bater em pedra dura - não desistam por favor - alguém um dia precisa abrir os olhos para a realidade e tem que ser a gente - se dependermos dos governantes o povo está debaixo da ponte conforme sua ilustração.
Um beijo do amigo, ZC
Sem imagem de perfil

De fatima, leda, manuel, raimunda, ana, rai a 24.10.2007 às 15:06

eu fiquei passando mal e sem dormir nos dias que a gente ia viajar e não viajou por causa desse governo que tratou a gente como se a gente não fosse nada.

Estamos manifestando a nossa indignaçao e dizendo ao povo que eles querem matar as pessoas pobres e doentes e velhas porque a gente spo interessa pra eles na hora de votar.
Sem imagem de perfil

De Holandina a 24.10.2007 às 15:13

Jaqueline eu acho que voce deveria denunciar isso no jornal e na televisão, onde ja se viu uma coisa dessas? Os pacientes estão se sentindo mal e vem ao posto pedir ajuda nos remedios, e a gente não pode fazer nada senão dizer pra eles que isso foi um mal entendido e que viapassar logo, mas não vai passar nada.

Lute pelo que voce lutou ate agora e fique sabendo que tem muita gente que pode ajudar. Força e coragem.
Sem imagem de perfil

De Ana a 24.10.2007 às 15:21


Curral de hipócritas, idoso não consome, então não dá na globo.

Indignação

Jerônimo
Sem imagem de perfil

De vicente, ribamar, tereza, zelia, neves, a 24.10.2007 às 15:32

Quem esta escrevendo aqui é a Lenira do posto Jaqueline. Seus pacientes vieram aqui no posto e pediram para responder o que eles não tiveram como dizer ao governo:

A Zélia ficou com diarreia por quatro dias esperando o resultado do õnibus que o governo não deu, e também disse que ficou sem dormir, mesmo tomando os remedios controlados que ela toma.

O Ribamar estava com os dedos queimados e foi procurar o medico para ler liberado para viajar, mas disse que chorou de madrugada quando soube que não tinha onibus.

A Tereza disse que o maior sonho da vida dela era conhecer a Bahia, por isso se sente mal e triste quando pensa que nunca mais terá como ir la´.
Sem imagem de perfil

De Cláudia Pit a 24.10.2007 às 16:31

Amiga, o que dizer!!!
Simplesmente ridículo!!!
É vergonhoso o que nossos governantes estão fazendo conosco. Sim, digo conosco porque hoje foi aí com vocês e com toda certeza amanhã será aqui comigo; pois político só muda de endereço!!!!

Vc já pensou em fazer uma denuncia via escrita (jornal) ou na televisão?
Será que com a repercussão eles não se sentiriam envergonhados????

Bom.. Tenho lá minha duvidas e a única coisa que posso fazer é pedir-te para que você jamais desista, pois seres humanos precisam de você e da sua luta!!!

Deus te ilumine
bjs
Sem imagem de perfil

De vitoria a 24.10.2007 às 16:47

"Eles" pensam que não vão ficar idosos nem doentes nem carentes....hahahaa....Melhor que pensem!Entretanto há que cuidar como você faz dos que ainda não estão doentes e dos que estão também...Me solidarizo com o seu esforço e clamor assim como todos os que subscrevem aqui.Residindo neste país e sendo associada de uma "APEVO",uivo como milhões de reformados,pensionistas e deprimidos em todo o mundo.O Amor é universal e ainda existe...se você o sente muitos calados talvez também têm esperança e força.Não desanimará,Jacqueline,eu sei.Deus a fortaleça sempre.No que eu puder ajudar me diga.Não sou mais que uma cidadã estranjeira mas sou uma pessoa que paga impostos.....vou postar um trecho daqui e linkar vc lá no meu blog hoje,nem que demore horas a fazer o link;)))bjjjjjjjjjamiga.

Comentar post


Pág. 1/5



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D



Há quem observa com atenção, senta, e se interessa em saber quem sou.


Blog Brasileiro, do Ceará para o Mundo


Adoro ouvir o barulho da chuva batendo no telhado, tomar banho de cachoeira, observar os pássaros, cuidar de animais, conversar com pessoas, aprender, rir à toa, ouvir música e viajar.
Transito livremente no mundo dos contos, da fantasia, da intuição, e às vezes dos exageros.
Gosto de pessoas com coração e olhos de poeta.
Pisciana, com ascendente em escorpião.
Mulher de Netuno, arquétipo água: mutável, humanista, idealista, sonhadora; aparentemente passiva, mas extremamente reacionária, autoritária, insegura e adaptável.
Mãe da Fernanda e da Camilla, casada com o Fernando.
Terapeuta ocupacional, estudante de psicologia.

Image Hosted by ImageShack.us

Uma eterna peregrinação...
Programa Reviver
Jaqueline Sales


CLIQUE PARA OUVIR


Quantos me visitam...









Uma cidadã lupina no mundo e do mundo



Guest-Book
Image Hosted by ImageShack.us
Livre D'or




Nada é permanente, a não ser a mudança


Uploaded with ImageShack.us
Nascer
Crescer
Aprender
Viver
Mudar
Sofrer
Amar
Morrer
Começar tudo de novo...
Até saber quem somos e a que viemos



A vida em imagens


.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•☆ Infinita e Impermanente como a vida, são as imagens.... ☆.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•




Obrigada pela sua visita!

☆≈≈≈Cinderela, mascote dos Uivos da Loba≈≈≈☆


Jaqueline Sales Sales

Criar seu atalho