Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



QUEM VOCÊ LEVARIA?

por Keila, a Loba, em 07.02.09


 

É noite de rebelião criminosa e tiros nas ruas.

Image Hosted by ImageShack.us

Você está retornando do trabalho para casa esgotado, e dirige seu carro com muito medo por causa dos criminosos e das balas perdidas.


Ao passar por um ponto de ônibus, você não ignora três pessoas que ali aguardam ajuda e um transporte para removê-las com segurança.


Essas pessoas são:


Uma mulher solitária e grávida, prestes a ter seu filho no meio da rua;

Image Hosted by ImageShack.us

Um grande amigo de infância, que estava ajudando a mulher grávida;

Image Hosted by ImageShack.us

O grande amor da sua vida, que está indo embora.

Image Hosted by ImageShack.us


No seu carro, cabem apenas o motorista e um passageiro.

Quem você daria ajuda e levaria no carro?

Porque?


Texto e imagens extraídas da internet. Alterações textuais da Loba.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:06


49 comentários

Sem imagem de perfil

De jeanne a 07.02.2009 às 22:53

Já conheço esta história, parece que ele fica com o amor da sua vida e dá o carro para o amigo levar a mulher grávida...

Solução inteligente e caridosa, pena que nem sempre a gente tenha esta lucidez nos momentos mais preciosos da vida e acabe perdendo oportunidades, ou pessoas, nào é mesmo?
Tenha um lindo domingo, beijos
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 08.02.2009 às 12:42

É uma história com o mesmo teor da mensagem que circula pela internet sim, Jeanne, mas o objetivo aqui é diferente. Na mensagem, o motorista deu a chave do carro ao médico para salvar a senhora que passava mal no meio da tempestade, esperou o ônibus ao lado do grande amor da sua vida e foram felizes com essa oportunidade do destino. Aqui, nessa nova versão, a idéia é quase a mesma; mas fica só no QUASE.

BeijUivoooooooooooooossssssssssss da Loba
Sem imagem de perfil

De Hanah a 07.02.2009 às 23:14

Olá Loba,
Levaria: Uma mulher solitária e grávida, prestes a ter seu filho no meio da rua; pela prórpria condição dela.
Porque ela, não tem nenhuma forma de defender sua vida e a de seu filho.
...
Quanto ao post, claro que pode levar o link e todos os post que entender, o blog é território livre.
Estamos todos juntos.
um abraço e também estou levando o seu link, passei aqui apressadamente e acabei não linkando.

Beijos
Namastê
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 12.02.2009 às 18:59

Atitude altruísta, amiga, o que mostra que você pensa nos outros antes de pensar em si.

BeijUivoooooooooooooosssssssssssssss
Sem imagem de perfil

De Escorpiano a 07.02.2009 às 23:56

Bom seu blog.
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 12.02.2009 às 19:00

Obrigada, amigo, e volte outras e mais outras vezes.

Quem você levaria no carro? Porque? Que tal nos dizer o que você faria?

BeijUivoooooooooooooosssssssssssssssss
Sem imagem de perfil

De Morena a 08.02.2009 às 02:00

Aiii é com o coração na mão mas eu levo a moça grávida. É a que teria maior dificuldade de sair daquela confusão o amor e o amigo teríam mais chances de saírem com vida da confusão!

Beijos
Bom domingo
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 12.02.2009 às 19:35

Bonito o seu gesto, Advi. Esse bebê certamente te teria como madrinha, né?

BeijUivoooooooooooosssssssssssss
Sem imagem de perfil

De Kyaya° a 08.02.2009 às 12:07

Nossa, amiga! Vc agora me deixou num beco sem saída!... risos Que pergunta mais complicada!...

Eu diria que somente na hora, eu tomaria a decisão e seria muito por impulso. Nem pararia muito para pensar, visto que é uma situação de grande tensão...

Mas em teoria... Eu faria o seguinte...

Se eu pudesse sair do carro e ceder o meu lugar de motorista a alguém, eu cederia ao meu amigo de infância, para que salvasse a todo o custo a vida dele e a da mulher grávida e escolheria morrer ou escapar daquela situação, junto ao homem que eu amo!
Salvaria a mulher grávida, pois está para dar a luz a uma nova vida... Essa criança tem muito o que viver ainda e certamente, vai precisar da mãe, sem contar que futuramente, ela poderá mudar para melhor o rumo das coisas aqui no país.
Salvaria o meu amigo de infância, cedendo o lugar de motorista a ele, porque provavelmente, ele teria família, esposa, filhos...
E numa atitude mais egoísta (eu acho), eu lutaria ao lado do meu amor para sobrevivermos. Se depois de lutar, viesse a morte, para mim tudo bem, morreria feliz ao lado dele. Jamais o abandonaria, mesmo em momentos complicados... E caso ele morresse, e eu permacesse viva, a vida se tornaria um imenso vazio, sabe?

Depois, quero saber o que achou da minha resposta e qual seria a sua escolha... ;)

Te amo-adoro, amiga-irmã!!! :D

Beijos! Fica com Deus e se cuida!!!

Saiba que para mim, vc é alguém muito especial, possuidora de uma sabedoria imensa!!! :}
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 12.02.2009 às 19:40

É complicadíssimo morrer abraçada ao homem que ama, quando aconteceram mil e uma oportunidades anteriores que não foram vividas com essa pessoa. Nossa, é horrendo mesmo, Ci.

Será pior morrer com a consciência pesada por não ter dado o lugar à gravida?
Ah, sei lá!!

BeijUivoooooooooooooossssssssssssssss
Sem imagem de perfil

De Zeca a 08.02.2009 às 15:45

Olá, minha amiga!

Não posso responder a essa perguntinha capciosa, sem dizer que já conhecia a história e a resposta esperada.
Mas do jeito que sou, metido a atos heróicos, acredito que faria mesmo o esperado: procurar tirar dalí, o mais rápido possível, a mulher grávida com o amigo dirigindo e levando-a ao hospital mais próximo, enquanto eu ficaria com o amor da minha vida, tentando dar-lhe proteção com meu próprio corpo, se necessário fosse.
Tenha um lindo final de semana! Aqui, um sol espetacular brilha sobre a paisagem...

Beijos, carinho.
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 12.02.2009 às 19:45

Eu não esperava uma resposta diferente de você, Zeca. Essa, de proteger a amada com o próprio corpo, vai te render muitos pontos positivos aqui na net, meu querido... rsrsrsrsr

Será que é mais romantico, mais puro, morrer ao lado de quem se ama, esquivando-se de perpetuar a própria vida e a vida da pessoa amada, para salvar alguém que nunca vimos?

BeijUivooooooooooooooooooossssssssssss



Sem imagem de perfil

De Maurizio a 08.02.2009 às 16:34

gosto de voltar sempre aqui. volto já para continuar.
maurizio
Sem imagem de perfil

De Fernanda a 08.02.2009 às 17:25

Pois é, eu também já conhecia essa história e depois de já saber a resposta, não consigo imaginar como reagiria. Gostaria de ser capaz de exprimir coragem e solidariedade. Porém, no momento reagimos de formas inusitadas. O imprevisto revela-nos verdadeiramente.

Beijos, amiga!
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 12.02.2009 às 19:46

Estarei esperando por você, Maurizio.

BeijUivoooooooooooooooooossssssssss
Sem imagem de perfil

De Menina do Rio a 08.02.2009 às 19:56

Eu cederia o carro pro meu amigo levar a mulher até a maternidade e ficaria com meu amor. Pegariamos um taxi ou o próximo onibus...

Um beijo Lobaaaaaaa!
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 12.02.2009 às 19:51

Solução realmente prática, Menina do Rio, mas acho que a situação não permitiria isso. Se não houvessem ônibus e taxis disponíveis naquele momento, e você pudesse constatar friamente que estar a pé seria o seu e o fim do seu grande amor, ainda daria o carro ao amigo para conduzir uma gravida desconhecida ao hospital?

BeijUivooooooooooooooossssssssssssss
Sem imagem de perfil

De Beth a 08.02.2009 às 23:55

Fiquei feliz por sua visita. Obrigada pelo carinho. As vezes demoro mas nunca me esqueço de você. Beijão e uma excelente segunda feira pra você.
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 12.02.2009 às 19:52

Eu sei disso, Beth, e é por isso que você é especial: demora, mas não esquece. Isso á bacana.

Volte sempre, amiga.

Beijuivoooooooooooooooossssssssssssssss
Sem imagem de perfil

De O Arabe a 09.02.2009 às 14:00

Escolha difícil, querida. Mas, se respondermos sinceramente, acho que 90% escolheriam o amor das suas vidas. Ou não? :) Boa semana!
Sem imagem de perfil

De Keila, a Loba a 12.02.2009 às 19:57

É difícil responder algo que só saberemos quando a adrenalina estiver fervendo, quando o sequestro emocional já nos tiver roubado todas as conexões emocionais equilibradas, quando o instinto de auto-proteção ditar as regras do que e como fazer em centésimos de segundos.

O grande amor da vida só tem serventia vivo, pois amor morto vive de momentos e lembranças, não é mesmo? Ou não é?

BeijUivoooooooooooooooossssssssssssssss

Comentar post


Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D



Há quem observa com atenção, senta, e se interessa em saber quem sou.


Blog Brasileiro, do Ceará para o Mundo


Adoro ouvir o barulho da chuva batendo no telhado, tomar banho de cachoeira, observar os pássaros, cuidar de animais, conversar com pessoas, aprender, rir à toa, ouvir música e viajar.
Transito livremente no mundo dos contos, da fantasia, da intuição, e às vezes dos exageros.
Gosto de pessoas com coração e olhos de poeta.
Pisciana, com ascendente em escorpião.
Mulher de Netuno, arquétipo água: mutável, humanista, idealista, sonhadora; aparentemente passiva, mas extremamente reacionária, autoritária, insegura e adaptável.
Mãe da Fernanda e da Camilla, casada com o Fernando.
Terapeuta ocupacional, estudante de psicologia.

Image Hosted by ImageShack.us

Uma eterna peregrinação...
Programa Reviver
Jaqueline Sales


CLIQUE PARA OUVIR


Quantos me visitam...









Uma cidadã lupina no mundo e do mundo



Guest-Book
Image Hosted by ImageShack.us
Livre D'or




Nada é permanente, a não ser a mudança


Uploaded with ImageShack.us
Nascer
Crescer
Aprender
Viver
Mudar
Sofrer
Amar
Morrer
Começar tudo de novo...
Até saber quem somos e a que viemos



A vida em imagens


.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•☆ Infinita e Impermanente como a vida, são as imagens.... ☆.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•




Obrigada pela sua visita!

☆≈≈≈Cinderela, mascote dos Uivos da Loba≈≈≈☆


Jaqueline Sales Sales

Criar seu atalho