Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



DE QUE É FEITA A SAUDADE?

por Keila, a Loba, em 20.03.09


 

Lembro-me da última vez que ouvi a voz da minha mãe. Ela me dizia, ao telefone, que eu estava atrasada para o compromisso agendado em família - que teria sido a celebração de uma missa em homenagem aos familiares que haviam falecido.


Sua voz era suave, maternal, tão carinhosa, que parecia mesmo estar se despedindo. Eu, sentindo que estava de fato demorando no banho, na escolha da roupa, nos acertos com minhas filhas, disse-lhe que chegaria em poucos minutos.

Chegando à casa dos meus pais, meu irmão estava no portão aos prantos, dizendo que mamãe havia passado mal, estava caída ao chão quando foi acudida, e por esse motivo foi levada às pressas para o hospital. Por que será que os filhos pensam que seus pais são super-heróis? Que não adoecem, não morrem?

Quando soube que "mainha" havia falecido, minha tristeza era tão grande que não consegui derramar uma única lágrima pela morte da mulher mais importante e inesquecível da minha vida. Meu corpo ficou tomado por manchas violáceas por vários dias, eu não conseguia dormir, nem deixar de pensar nela, estava deprimida e perdida em casa. E assim fiquei por vários dias até descobrir que essa dor nunca vai embora.


Image Hosted by ImageShack.us


A última vez que vi meu pai, ele estava deitado na cama do home care da unimed na casa da minha irmã. Seu olhar estava triste, perdido; o rosto amarelado e um pouco inchado; as mãos, pés e pernas estavam tão edemaciados que minavam água em toda a extensão do colchão. Estava sofrendo como poucos sofrem na vida.

Eu havia comprado um cd com as músicas das antigas marchinhas de carnaval e uma delas ele adorava: touradas em Madrid. Pus a música, tentei cantar alguns trechos com ele, mas as palavras não conseguiam sair de sua boca. Ele estava triste demais para cantar, para relembrar, e esse silêncio me fez travar o dialogo mais estranho que uma filha teria com seu pai. Disse-lhe que estava na hora de ir, que ele não se preocupasse. Também lhe disse que sabíamos o quanto ele era guerreiro, que não precisava se preocupar no que estava nos transmitindo, pois sabíamos que ele era o nosso maior exemplo de garra e de luta. Estava na hora de ir embora.

Entrei no carro aos prantos após tê-lo visto por aquela última vez. Enquanto dirigia, lembrava de cada palavra dita, dos olhares, dos sentimentos que eclodiram naquele último encontro, da vida, da morte...

Poucos minutos depois do regresso à minha casa, ainda chorando, o telefone tocou. Senti imediatamente que aquela ligação tinha algo a ver com papai. E tinha. Ele havia acabado de falecer.


Saudade é um sentimento feito de olhares, de toques, de palavras e de gestos que são eternizados através de minutos que nós não permitimos que o tempo avance ou desfaça. Esses momentos são únicos, exclusivos, e o tempo não tem como apaga-los ou torna-los menos importantes e inesquecíveis. Esses momentos, essas lembranças, essa saudade, são nossos.

Hoje, 19/03, meus pais celebram aniversário de casamento. Estamos com saudades, ainda choramos, não conseguimos preencher o vazio que é a ausência deles, mas jamais deixaremos de partilhar desse banquete.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:03


45 comentários

Sem imagem de perfil

De Angela Ursa a 20.03.2009 às 04:22

Amiga Loba, desejo conforto e paz ao seu coração. E que essa dor seja substituída pelas belas lembranças dos momentos que você viveu com seus queridos pais. Beijos da Ursa
PS: Eu perdi meu pai em 1982. Até hoje acho difícil acreditar que ele faleceu. Tenho sempre a sensação de que ele está em algum outro lugar ou perto de mim.
Sem imagem de perfil

De ILMANO a 20.03.2009 às 11:43

MEUS SENTIMENTOS.LOBA .... DEVE SER MUITO TRISTE NÃO TER PAI E MAE
Sem imagem de perfil

De Sylvia a 20.03.2009 às 12:32

Mana, você me fez chorar muito. Estou que não posso nem escrever, ler ou fazer qualquer outra coisa, senão lembrar dos bons tempos em que tínhamos os nossos pais vivos e eramos felizes.


................
Sem imagem de perfil

De Beatriz a 20.03.2009 às 14:13

O que dizer depois de uma leitura como esta, que nos toca o mais profundo da alma?

Eu, que tantos entes queridos já vi partir e dos quais a saudade sempre é feita das lembranças do que representaram em minha vida, apenas junto uma de minhas lágrimas às tuas, Loba, minha amiga querida do coração, para dizer da minha solidariedade e do meu carinho por ti.

Fica também uma rosa branca nos teus pensamento de amor pelos familiares que partiram.
Sem imagem de perfil

De Menina do Rio a 20.03.2009 às 16:14

Tudo ao seu tempo, do nascimento à morte, do começo ao fim
Devíamos nascer preparados pra viver e morrer, mas não há nada que possa fazer com que aceitemos a ausencia física de quem nós é caro. E assim, nos preparamos para as chegadas, mas nunca para as partidas. E o vazio...esse levamos conosco.
Mas a verdade é que achamos que nossos pais são eternos e ve-los voltando ao seio da terra, vai-se um pedaço de nós...

Um beijo sentido pra ti, minha linda Loba
Sem imagem de perfil

De Oliver Pickwick a 20.03.2009 às 17:02

Neste contexto, "saudade" e "presença" são sinônimos. As pessoas mais queridas - estejam onde estiverem -, não desaparecem jamais.
Um beijo!
Sem imagem de perfil

De Nilson Barcelli a 20.03.2009 às 18:14

Essa dor não nos abandona mais.
E o vazio é impossível de ser preenchido.
Cara amiga, bom fim de semana para vc.
Beijo.
Sem imagem de perfil

De Jeanne a 20.03.2009 às 20:52

Nunca estamos preparados o suficiente para esta perda, e concordo contigo que os pais sempre parecem heróis, invencíveis, afinal foram eles que nos protegeram de todo o perigo.
Vê-los partir é muito doloroso.
Ninguém vai substituir este colo, este carinho inesquecível!
Beijos
Sem imagem de perfil

De Mariz a 20.03.2009 às 21:05

Querida Jackie
Ainda de lágrimas nos olhos ao ler-te e ouvindo a música de fundo que escolhi para o post no qual tu abriste os comentários, venho cantar contigo, da maneira que consigo e posso, pela forma tão bem descrita e sentida com que reviveste aqueles momento. Quando olhei a foto disse: que simpáticos são e que ar feliz! Porém estava avisada já pelo que relataste no meu blog..
Tens razão quando dizes que a saudade é só nossa, choremos ou não. Não se é da idade, mas ando a ficar assaz pieguinhas...tudo e nada agora me faz ficar com a lágrima ao canto do olho....eu recordo o meu pai - a minha mãe ainda é viva com 93...idade com que ele se foi...mas esta saudade não é sofrida, nem dolorosa...é íntima, é querida, é por vezes sentir a necessidade de ouvir, de estar perto...ou pelo telefone até.
Mas nós sentimos...quando eles têm autorização para vir até este Plano - bem denso até.
Grata pelo teu comentário. Devemos ficar sobretudo atentas ao que pensamos...mas comigo nem á por aí...pois não emito muitos pensamentos negativos...por vezes alguns sem nexo..quando essa lacuna deveria ser preenchida com elevação e pensamento no Alto, para que nada consiga infiltrar-se.
Aprendi a técnica com os Yoguis Brahmans...gostei muito estive durante 1 ano e meio...mas quando Baba - assim chamam eles ao PAI - vê que me estou a afeiçoar/apegar a algo ou a alguém...varre tudo do meu caminho com uma limpeza que parece magia! Verdade! Costumo olhar o céu e dizer: Já percebi só me queres para Ti...que ciumento! - acho que Baba se ri, porque converso muito tal como de filha para PAI e ouço cada uma bem dentro de mim...que até fico vermelha - qual miúda da escola.
Por isso querida o pior do nosso Planeta é a vibração do pensamento das pessoas e o desprezo com que o tratam - eu chego a chorar de pena!
Agora vou...estou adoentada e custa-me escrever...tenho uma infecção qualquer na zona abdominal - que é o meu calcanhar de Aquiles! Tenho de me fortalecer mais!
Deixo-te um beijo e vê onde há aí no Brasil a EARTH WATER! Eu há já 1 semana que pouco tomo da outra. Lembro-me sempre que estou a salvar vidas!

Abraço e beijo meu. fica com o PAI e que ELE te abençoe!
Sempre...
Mariz
Sem imagem de perfil

De NADJA a 20.03.2009 às 22:15

NOSSA MUDOU TUDO ...TÁ LINDO AMADA...FICOU MUITO MAIS LEGAL...QUE TRISTINHO SUA HISTORIA AMADA..MAS UM DIA VCS SE ENCONTRARAM ....VIM TE DAR MEUS PARABÉNS ADORADINHA ...HOJE É O NOSSO DIA... DIA DOS BLOGUEIRINHOS ...TEM FESTA LÁ NO CAFOFO KKKKKKKKKKKKK!!!!TROUXE ESSE.BÔLO PRA VC..TÁ COM UMA CARA DE QUERO MAIS KKKKKK..Ñ VAI COMER ELE TODO EM KKKKKKKKKK!!!!BEIJOKINHAS UM FELIZ FDS FUIIIIIIIIIII
http://www.meurascunho.blogger.com.br/!bolo%20blogueiros.gif

Comentar post


Pág. 1/5



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D



Há quem observa com atenção, senta, e se interessa em saber quem sou.


Blog Brasileiro, do Ceará para o Mundo


Adoro ouvir o barulho da chuva batendo no telhado, tomar banho de cachoeira, observar os pássaros, cuidar de animais, conversar com pessoas, aprender, rir à toa, ouvir música e viajar.
Transito livremente no mundo dos contos, da fantasia, da intuição, e às vezes dos exageros.
Gosto de pessoas com coração e olhos de poeta.
Pisciana, com ascendente em escorpião.
Mulher de Netuno, arquétipo água: mutável, humanista, idealista, sonhadora; aparentemente passiva, mas extremamente reacionária, autoritária, insegura e adaptável.
Mãe da Fernanda e da Camilla, casada com o Fernando.
Terapeuta ocupacional, estudante de psicologia.

Image Hosted by ImageShack.us

Uma eterna peregrinação...
Programa Reviver
Jaqueline Sales


CLIQUE PARA OUVIR


Quantos me visitam...









Uma cidadã lupina no mundo e do mundo



Guest-Book
Image Hosted by ImageShack.us
Livre D'or




Nada é permanente, a não ser a mudança


Uploaded with ImageShack.us
Nascer
Crescer
Aprender
Viver
Mudar
Sofrer
Amar
Morrer
Começar tudo de novo...
Até saber quem somos e a que viemos



A vida em imagens


.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•☆ Infinita e Impermanente como a vida, são as imagens.... ☆.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•




Obrigada pela sua visita!

☆≈≈≈Cinderela, mascote dos Uivos da Loba≈≈≈☆


Jaqueline Sales Sales

Criar seu atalho