Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



UMA HISTÓRIA DE AMIZADE: HACHI-HACHIKO E SEU DONO

por Keila, a Loba, em 23.12.09

Que em 2010 estejamos atentos às necessidades dos que nos cercam e convivem conosco, para que o mundo seja feliz, mais colorido e cheio de luz;

 

Que em 2010 sejamos mais amigos e mais fraternos para que haja compaixão e respeito pela vida e pelas pessoas;

 

Que em 2010 estejamos mais maduros para compreender a nós mesmos, pois é só assim, sabendo quem somos e do que somos capazes, é que poderemos transformar o mundo usando as nossas capacidades e necessária sensibilidade para marcar o mundo com as nossas criações.

 

AOS AMIGOS BLOGUEIROS, UM NATAL DE FELICIDADE E DE ENCONTROS; E UM ANO NOVO VENTUROSO E ROBUSTO, CAPAZ DE DEIXAR ACONTECER OS PLANOS TÃO PENSADOS E DESEJADOS PARA 2009, MAS CARENTES DE VONTADES DE REALIZAÇÃO A PONTO DE NÃO TEREM ACONTECIDO.  TUDO PODE ACONTECER;  E A QUALQUER TEMPO!

 

Obrigada pela presença e pelo amor de todos vocês, amigos.

 

Uma mensagem de amizade e de dedicação - O cão Hachi-Hachiko e seu dono.

 

     

                                                                                                                     

Era 1924 quando um cão da raça Akita foi enviado à casa de seu futuro proprietário, o Dr. Eisaburo Ueno, um professor do Departamento Agrícola da Universidade de Tóquio. A história dá conta de que o professor ansiava por ter um Akita há anos, e que tão logo recebeu seu almejado cãozinho, deu-lhe o nome de Hachi, ao que depois passou a chamá-lo carinhosamente pelo diminutivo, Hachiko. Foi uma espécie de 'amor à primeira vista', pois, desde então, se tornariam amigos inseparáveis!


O professor Ueno morava em Shibuya, subúrbio de Tóquio, perto da estação de trem que leva o mesmo nome. Como fazia do trem seu meio de transporte diário até o local de trabalho, já era parte integrante da rotina de Hachiko acompanhar seu dono todas as manhãs. Caminhavam juntos o inteiro percurso que ia de casa à estação de Shibuya. Mas, ainda mais incrível era o fato de que Hachiko parecia ter um relógio interno, e sempre às 15 horas retornava à estação para encontrar o professor, que desembarcava do trem da tarde, para acompanhá-lo no percurso de volta a casa.


No dia 21 de maio de 1925, Hachiko, que na época tinha pouco menos de dois anos de idade, estava na estação pacientemente como de costume, e de rabinho abanando, à espera de seu dono. Só que o professor Ueno não retornaria naquela tarde de 21 de maio: sofrera um derrame fatal na Universidade que o levou ao óbito. Destarte, ainda que alheio a realidade, naquele dia o leal e fiel Akita esperou por seu dono até à madrugada.

 


Após a morte do professor Eisaburo Ueno, parentes e amigos passaram a tomar conta de Hachiko. Mas, tão forte e inexpugnável era o vínculo de afeto para com seu amado dono — lealdade, fidelidade e incondicional amor levados ao extremo —, que no dia seguinte à morte do professor ele retornou à estação para esperá-lo. Retornou todos os dias, manhã e tarde à mesma hora, na incansável esperança de reencontrá-lo, vê-lo despontar da estação de Shibuya. Às vezes, não retornava à casa por dias!


Foi assim por dez anos seguido  repetindo a mesma rotina, quiçá já não tão feliz, razão pela qual já era uma presença familiar e pitoresca para o povo que afluía à estação. E ainda que com o transcorrer dos anos já estivesse visivelmente debilitado em conseqüência de artrite, Hachiko não se indispunha a ir diária e religiosamente à estação. Nada nem ninguém o desencorajava de fazer sua peregrinação!

 

 

Hachiko, como não poderia deixar de ser, tornou-se um marco, um referencial de amizade talvez jamais igualável em qualquer era anterior ou futura na história. Sua descomunal lealdade e fidelidade receberam o reconhecimento de todo o Japão. Em 21 de abril de 1934, praticamente um ano antes de sua morte, uma pequena estátua de Hachiko, feita de bronze pelo famoso artista japonês Ando Teru, foi desvelada em sua honra numa cerimônia perto à entrada da estação de Shibuya, local onde morreu. Era a memória de Hachiko sendo imortalizada.


Durante a 2ª Guerra Mundial, para aplicar no desenvolvimento de material bélico, todas as estátuas foram confiscadas e derretidas, e, infelizmente, entre elas estava a de Hachiko.
Após a guerra Hachiko foi duramente esquecido. Todavia, como toda história que se preze precisa ter um final feliz, em 1948 a The Society For Recreating The Hachiko Statue, entidade organizada em prol da recriação da estátua de Hachiko, convidou Ando Tekeshi, o filho de Ando Teru para esculpir uma nova estátua. Até os dias de hoje a réplica encontra-se colocada no mesmo lugar da estátua original, em símbolo de um tributo à lealdade, confiança e inteligência da raça Akita.

 

 

 

 

   


Em 8 de março de 1935, aos 11 anos e 4 meses, Hachiko é encontrado morto no mesmo lugar na estação onde por anos a fio esperou pacientemente por seu dono, onde durante dez anos se tinha mantido em vigília.

 

 

 

 

Fontes de pesquisa: Diversas, do Google

http://www.clubedoakita.com.br/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:53


51 comentários

Sem imagem de perfil

De Hanah a 23.12.2009 às 23:38

Felicidade redobrada para ti.

Feliz Festas...

Beijos
Hanah
Sem imagem de perfil

De Mamede Hussen Ramadan a 06.03.2012 às 19:49

Que sirva de exemplo esse gesto de carinho dado ao cão!
Felicidades.
Abraços!
Sem imagem de perfil

De JOSÉRICARDO MORTADELA a 09.03.2012 às 01:26

MAIOR HISTORIA D AMIZADE Q EU JA OUVI E LI

NEM ENTRE NOIS HUMANOS EXISTE ESSA AMISADE

NEM MESMO ENTRE PAI, MAE FILHOS AMIGOS AGENT FIK UM TEMPO TRISTE E DEPOIS ESQUECEMOS

MAS HACHIKO FOI LEAL E AMIGO POR TDA UMA VIDA


REMAIS HAVERA ALGUEM NO MUNDO COMO HAQCHIKO

ELE É TBM MEU GRANDE HEROI
Sem imagem de perfil

De Amanda a 24.12.2009 às 15:36

Obrigada querida pela suas visitas no meu blog e desculpe a ausencia, muito trabalho, mas apenas posso passo aqui no teu cantinho para ver as novidades.
Um feliz natal e um novo ano de realizaçoes repleto de muita paz e saude ao lado das pessoas que lhe sao cara!
Beijos de luzes em seu coraçao!
Sem imagem de perfil

De Lobo a 24.12.2009 às 16:23

Loba, sinta falta dos posts atualizados e ds nossas longas conversas na net. Pode acreditar no que digo! Sei que o tempo muda, as coisas sofrem alterações, a vida corre... mas porque sempre temos que perder as coisas boas por causa do trabalho, da correria da vida moderna? Será que não é possível viver mantendo os amigos e as coisas boas da vida às nossas mãos? Se eu pudesse pedir ao Papai Noel, pediria que mantivesse os amigos queridos acessíveis, o cafezinho preguiçoso à tarde, na casa dos meus pais; e pediria também que eu pudesse reencontrar os amigos queridos com todo o tempo do mundo pra conversar, pra saber da vida de cada um com tempo e disposição pra viver como se aqueles segundos de encontros fossem os ultimos de nossas vidas. Desejo a voce a a sua família tudo de mais sagrado na vida: saúde, paz, família, sorrisos, alegria,m esperança, trabalho e muitos amigos.

Sem imagem de perfil

De Wagner Borges a 24.12.2009 às 21:58

Ao longo da vida, por muitas vezes, quando você perdeu a confiança espiritual, mãos invisíveis sustentaram o seu coração.
Em muitas noites tristes, sem que você soubesse, presenças invisíveis o levaram espiritualmente para outros planos.
Lá, você foi banhado na Luz!

E, depois, foi trazido de volta para o corpo físico e acordou melhor, sem saber como ou por quê.
Outras vezes, em momentos difíceis, você foi amparado secretamente, para resistir àquela prova e superá-la, e você não percebeu.
Muitas vezes você perdeu a fé, por um motivo ou outro e, mesmo assim, mãos invisíveis lhe apoiaram.
E, nas vezes em que você se renovou e quis voltar aos caminhos da Luz, o plano espiritual não perguntou dos seus motivos. Apenas lhe aceitou de volta, incondicionalmente, sem nada perguntar.

Nesses dias de Natal, há uma canção muita conhecida, chamada de “Noite Feliz”, em que se canta a vinda de Jesus entre os homens da Terra.
Mas, as pessoas cantam isso somente por condicionamento, sem alma nem coração, sem nenhuma compreensão.
Na verdade, noite feliz também é aquela em que você foi levado fora do corpo para os níveis espirituais enquanto estava triste... E, voltou melhor!

Isso aconteceu muitas vezes, mas você não soube e também jamais agradeceu.
Há também aquelas noites felizes, em que, por estarmos juntos, foi possível
formar uma égregora que irradiou luz e que ajudou a inúmeros seres em muitos lugares.
É isso que muitos iniciados hindus chamaram de Paraspatva, a proteção espiritual invisível. E que também é chamada de Saranam, ou seja, tomar refúgio no Inefável, invisível aos olhos da carne, mas visível à inteligência e ao coração.

Noite Feliz! Seja por Jesus, por Krishna, por Buda, por Deus... Noite Feliz!

Noite Feliz! Pelos amparadores, desde aqueles avançados, cósmicos, até mesmo aqueles que trabalham nos bastidores do Invisível, nos umbrais espirituais, desmanchando as misérias humanas feitas em nome da magia trevosa...
Noite feliz!

Paz e Luz.
Sem imagem de perfil

De Dedinha Ramos a 25.12.2009 às 16:40

Olá Loba, FELIZ NATAL para você e sua família, que história linda essa do cãozinho, sempre amigos fiéis.
Que em 2010 vc continue sempre inspirada e muita paz .
Sem imagem de perfil

De Andressa a 25.12.2009 às 23:59

Diz um provérbio que:
¨A verdade é um espelho que caiu das mãos de Deus e se quebrou. Cada um recolhe o pedaço e diz que toda a verdade está naquele caco¨.
Assim é o Natal, cada um imagina e vivencia como quer ou como pode. É o caco recolhido.
Daí a inquietação ou a serenidade, a gula ou o jejum, o luxo ou a sobriedade, o orgulho ou a humildade, o consumismo ou a contenção.
O calendário é duvidoso, o horário é de verão.
Muitos sonham de dia e são mais conscientes das coisas que escapam aos que sonham só de noite.
Muitos votos soam obrigatórios, outros de coração.
No entanto, Deus move o céu inteiro naquilo que o ser humano é incapaz de fazer. Mas não move uma palha naquilo que a capacidade humana pode resolver.
Que na próxima década possamos continuar movendo palhas e montanhas para alcançar o equilíbrio e a prosperidade material, intelectual e espiritual.
Abraços fraternos, Saúde, Amor, Paz e Luz!

Bjs,

Dessa
Sem imagem de perfil

De Jeanne a 26.12.2009 às 01:36

Que história bonita e comovente, Jaqueline.'
Foi muito legal te acompanhar durante este ano, mesmo que por vezes estejas um pouco afastada da blogosfera.
Que no ano novo a gente continue trocando experiências.
Um feliz natal com muita paz e amor junto aos teus.
Beijos
Sem imagem de perfil

De fernanda a 27.12.2009 às 10:18

Bom dia Loba!
Obrigada pelos seus votos de feliz Natal, lamento não ter vindo antes, mas realmente não consegui, a casa cheia de família, preparativos e tal...Mas espero que de facto o seu Natal tenha sido muito feliz, junto daqueles que ama.
Quer saber uma coincidência enorme?! Estava eu nos meus afazeres enquanto pensava na blogosfera e como este ano não tinha tempo para vir desejar Feliz Natal e cada blogue llinkado no meu, e então pensei em si: mas à Loba tenho que tentar ir! De facto não consegui, mas qual a minha boa surpresa ao ver a sua mensagem lá no meu blogue. Foi telepatia...

Quanto ao Ano Novo, estou a tempo, rssss...desejo, para si e sua família: saúde, paz e amor! Tudo o resto vem por acréscimo. Que Deus te abençoe.

Beijinhos.
Sem imagem de perfil

De fernanda a 27.12.2009 às 10:20

Ah, esqueci de comentar o conto; achei comovente. Na nossa arrogância achamos que somos superiores aos animais, mas de facto temos muito que aprender com eles!
Sem imagem de perfil

De Amanda a 27.12.2009 às 20:09

Passando para te desejar uma excelente passagem de ano com muita saude paz e amor querida, que seus sonhos sejam realizados e que seje um novo ano de muito sucesso e glorias.
beijos de luzes em seu coraçao!
Sem imagem de perfil

De Igor Gricolo Menezes a 14.04.2010 às 23:56

A melhor história que eu já vi de lealdade!
esta história ira ficar marcada para sempre em vários corações!
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

A melhor história que eu já vi de lealdade! <BR>esta história ira ficar marcada para sempre em vários corações! <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Hacho</A> o melhor parceiro do mundo! <BR>que descanse em paz

Comentar post


Pág. 1/5



Mais sobre mim


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2005
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D



Há quem observa com atenção, senta, e se interessa em saber quem sou.


Blog Brasileiro, do Ceará para o Mundo


Adoro ouvir o barulho da chuva batendo no telhado, tomar banho de cachoeira, observar os pássaros, cuidar de animais, conversar com pessoas, aprender, rir à toa, ouvir música e viajar.
Transito livremente no mundo dos contos, da fantasia, da intuição, e às vezes dos exageros.
Gosto de pessoas com coração e olhos de poeta.
Pisciana, com ascendente em escorpião.
Mulher de Netuno, arquétipo água: mutável, humanista, idealista, sonhadora; aparentemente passiva, mas extremamente reacionária, autoritária, insegura e adaptável.
Mãe da Fernanda e da Camilla, casada com o Fernando.
Terapeuta ocupacional, estudante de psicologia.

Image Hosted by ImageShack.us

Uma eterna peregrinação...
Programa Reviver
Jaqueline Sales


CLIQUE PARA OUVIR


Quantos me visitam...









Uma cidadã lupina no mundo e do mundo



Guest-Book
Image Hosted by ImageShack.us
Livre D'or




Nada é permanente, a não ser a mudança


Uploaded with ImageShack.us
Nascer
Crescer
Aprender
Viver
Mudar
Sofrer
Amar
Morrer
Começar tudo de novo...
Até saber quem somos e a que viemos



A vida em imagens


.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•☆ Infinita e Impermanente como a vida, são as imagens.... ☆.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•




Obrigada pela sua visita!

☆≈≈≈Cinderela, mascote dos Uivos da Loba≈≈≈☆


Jaqueline Sales Sales

Criar seu atalho