Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Uma vida, muitas portas

por Keila, a Loba, em 04.12.06
Eu estive aqui, publiquei um post e, ao tentar edita-lo, perdi tudinho, inclusive os comentários dos amigos que aqui estiveram.

Perdoem-me, mas digo que não sei se fui a causadora do incidente.
Sei que alguns argumentam os problemas para comentar, outros, porém, me dizem que comentam e não vêem o que publicam, de forma que não sei se Sapo e/ou Loba estão com problemas.
O que sei dizer, com letras e Uivooooooosssssss, é que me envaideço por tê-los aqui, meus queridos.


Image Hosted by ImageShack.us


Estou de volta.


Todos sabem dos problemas que tivemos por conta da doença emocional do meu irmão, da carga de trabalho que nos consome e alimenta, dos dias corridos e a necessidade de conter alguns capítulos da vida e avançar outros, mas o fato é que eu cresci nesse período de ausência.
Agradeço aos amigos que me deixaram frases, palavras de conforto e amizade, ao amigo que me mandou flores e um lindo bilhetinho, e digo que a soma das expressões despretenciosas me vitaminaram, e até me fizeram sentir uma certa lógica de ser do suicídio.
Agora não vejo um suicida com olhos de quem encontra o fracasso personificado, mas o vejo como alguém que procura ser inteiro e feliz ao tentar começar tudo de novo.
E quantos de nós teríamos coragem de interromper uma vida literalmente "ganha", sob vários aspectos, para iniciar uma outra, desconhecida e aparentemente não abençoada por Deus? Eu não teria, e não tenho, e por isso mesmo respeito e agora sei o que sentem aqueles que vivem assim.

Portas


Se você encontrar uma porta à sua frente, você pode abri-la ou não.
Se você abrir a porta, você pode, ou não, entrar em uma nova sala.
Para entrar, você vai ter que vencer a dúvida, o titubeio ou o medo.

Se você venceu, você dá um grande passo: nesta sala vive-se.
Mas tem um preço: são inúmeras outras portas que você descobre.
O grande segredo é saber quando e qual porta deve ser aberta.

A Vida não é rigorosa: ela propicia erros e acertos.
Os erros podem ser transformados em acertos quando com eles se aprende. Não existe a segurança do acerto eterno.
A Vida é Humildade: se a Vida já comprovou o que é ruim, para que repeti-lo?
A Humildade dá a sabedoria de aprender e crescer também com os erros alheios.
A Vida é generosa: a cada sala em que se vive, descobrem-se outras tantas portas.

A Vida enriquece a quem se arrisca a abrir novas portas.
Ela privilegia quem descobre seus segredos e generosamente oferece afortunadas portas.
Mas a vida pode ser também dura e severa: não ultrapassando a porta, você terá sempre essa mesma porta pela frente.
É a cinzenta monotonia perante o arco-íris.
É a repetição perante a criação.
É a estagnação da vida.
Para a Vida as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens...

Dr.IÇAMI TIBA, médico psiquiatra

Image Hosted by ImageShack.us

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:21


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Beth a 04.12.2006 às 19:24

Problemas de saúde realmente nos deixam fora do prumo mesmo.
Quanto ao problema, a Loba vai tirar de letra pois é mais forte o que o sapo rsrsrsrs. Beijão e ótima semana.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

subscrever feeds