Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



É PROIBIDO NÃO SENTIR, CONSUMIR E FAZER SEM PENSAR

por Keila, a Loba, em 21.05.12

É Proibido

 

Pablo Neruda

 

É proibido chorar sem aprender;

Levantar-se um dia sem saber o que fazer;

Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas;

Não lutar pelo que se quer;

Abandonar tudo por medo;

Não transformar sonhos em realidade.

É proibido não demonstrar amor;

Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas

e mau–humor.

É proibido deixar os amigos,

não tentar compreender o que viveram juntos

chamá-los somente quando necessita deles.

É proibido não ser você mesmo diante das pessoas.

Fingir que elas não te importam.

Ser gentil só para que se lembrem de você.

Esquecer aqueles que gostam de você.

É proibido não fazer as coisas por si mesmo.

Não crer em Deus e fazer seu destino.

Ter medo da vida e de seus compromissos.

Não viver cada dia como se fosse

um último suspiro.

É proibido sentir saúdade de alguém sem se alegrar,

esquecer seus olhos, seu sorriso,

só porque seus caminhos de desencontraram.

Esquecer seu passado e apagá-lo com seu presente.

É proibido não tentar compreender as pessoas.

Pensar que as vidas deles valem mais que a sua.

Não saber que cada um tem caminho e sua sorte,

É proibido não criar sua história,

Deixar de dar graça a Deus por sua vida.

Não ter um momento para quem necessita de você.

Não compreender que o que a vida te dá,

também te tira.

É proibido não buscar a felicidade.

Não viver sua vida com uma atitude positiva.

Não pensar que podemos ser melhores.

Não sentir que sem você o mundo não seria igual.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É PROIBIDO VIVER SEM IMAGENS!

 

Diz Adorno (Apud Kehl, 2004), que a missão da indústria cultural da imagem não é dirigir-se ao consumidor como sujeito pensante, mas desacostuma-lo a pensar. Quando o consumidor se cansa, e tenta se rebelar contra o sistema capitalista, essa rebelião não constitui uma ruptura social, mas uma ruptura pessoal em que o sujeito deixará de ser uma das tantas marcas que usava para ser unicamente sua própria marca. Ainda assim, deixando de usar os símbolos socialmente desejados e padronizados pela cultura, esse sujeito continuará consumindo marcas, ainda que mínimas, pois a indústria passou a ditar todas as regras e as condições de vida.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:38


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

subscrever feeds



Há quem observa com atenção, senta, e se interessa em saber quem sou.


Blog Brasileiro, do Ceará para o Mundo


Adoro ouvir o barulho da chuva batendo no telhado, tomar banho de cachoeira, observar os pássaros, cuidar de animais, conversar com pessoas, aprender, rir à toa, ouvir música e viajar.
Transito livremente no mundo dos contos, da fantasia, da intuição, e às vezes dos exageros.
Gosto de pessoas com coração e olhos de poeta.
Pisciana, com ascendente em escorpião.
Mulher de Netuno, arquétipo água: mutável, humanista, idealista, sonhadora; aparentemente passiva, mas extremamente reacionária, autoritária, insegura e adaptável.
Mãe da Fernanda e da Camilla, casada com o Fernando.
Terapeuta ocupacional, estudante de psicologia.

Image Hosted by ImageShack.us

Uma eterna peregrinação...
Programa Reviver
Jaqueline Sales


CLIQUE PARA OUVIR


Uma cidadã lupina no mundo e do mundo



Guest-Book
Image Hosted by ImageShack.us
Livre D'or




Nada é permanente, a não ser a mudança


Uploaded with ImageShack.us
Nascer
Crescer
Aprender
Viver
Mudar
Sofrer
Amar
Morrer
Começar tudo de novo...
Até saber quem somos e a que viemos



A vida em imagens


.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•☆ Infinita e Impermanente como a vida, são as imagens.... ☆.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•